Auxílio Natalidade 2021: Quem tem direito, como funciona, agendamento, cadastro e valor

Um dos auxílios trabalhistas que mais ajuda em momentos delicados, é o auxílio natalidade 2021, que é oferecido a servidora no nascimento de seu filho ou filha. Com essa ajuda a mãe consegue cuidar de seu recém-nascido e de si mesma durante esse período especial da sua vida. Não deixe de continuar acompanhando os próximos tópicos deste post e entenda melhor como funciona esse auxilio.

Auxílio Natalidade 2021

Auxílio Natalidade 2021

Quem Tem Direito

Para poder receber o valor do auxílio natalidade é preciso que a servidora cumpra com os requisitos impostos pela entidade que regulamenta o benefício. Desta forma, somente as pessoas que cumprem com os seguintes requisitos é que tem direito ao auxílio natalidade:

  • Ter o registro como servidora em dia no momento em que se dá o nascimento da criança. O mesmo vale no caso de natimorto;
  • A funcionária não deve ser servidora pública nas esferas feral, estadual ou municipal.
Quem Tem Direito

Quem Tem Direito

Veja ainda:


Como funciona

O auxilio natalidade faz parte dos benefícios do Plano de Segurança Social, e como dito anteriormente, ele é oferecido a servidora que cumpre com todos os requisitos por motivo de nascimento de filho ou filha.

Apesar de a princípio este benefício ser direcionado a parturiente, caso ela não seja uma funcionária do setor público e o seu marido seja, ele poderá receber o valor correspondente ao auxilio natalidade em seu lugar.


Agendamento Auxílio Natalidade 2021

Para solicitar o auxílio natalidade é preciso seguir as etapas já definidas pelo governo. O pedido deste auxílio deve ser submetido a Central de Atendimento ao Magistrado e Servido (CEMASE) da Secretaria de Gestão de Pessoas.

O pedido do auxílio deve ser feito diretamente, sem agendamento, e o requerimento usado para essa ação já tem uma estrutura definida pelo órgão regulador. Para conferir o modelo do requerimento do Auxilio Natalidade clique aqui.

Ainda no pedido, o interessado precisa de portar consigo o CPF e certidão de nascimento do filho (a). Quando o benefício é solicitado pelo pai, ele precisa ter a declaração da parturiente.

Desde a entrada até a entrega do auxílio, o processo pode demorar até 10 dias úteis, isso caso não surja nenhuma complicação no meio do caminho. Lembrando que também é obrigatório fazer o cadastro do dependente para que o auxílio seja liberado.


Cadastro

Como foi mencionado no tópico acima, para que seja feita a liberação do Auxilio natalidade é preciso que o beneficiário faça o cadastro do dependente. Para seguir com esse processo, você terá que seguir as seguintes etapas:

  • Acesse o site do ufu.br;
  • Na página que será aberta verifique na secção requisitos todos os pontos que você precisa atentar antes de iniciar o cadastro;
  • Role abaixo até a secção orientações e execute cada uma das etapas indicadas para seguir e finalizar o cadastro do dependente.
Cadastro

Cadastro


Valor do Auxílio Natalidade

Para a servidora pública que se enquadra no conjunto de requisitos necessários para o recebimento do auxílio natalidade, poderá ser acrescentado ao seu vencimento uma quantia equivalente ao salário mínimo do serviço público. Quando ocorre um parto múltiplo, o valor do auxílio também é acrescido para refletir essa realidade. Nessa situação, ocorre um acréscimo de 50% por nascituro.

Leave a Reply